Transações do pix: como funcionará o cruzamento pelo Fisco?

Saiba Por Qual Motivo As Transacoes Via Pix Serao Cruzadas Pelo Fisco Blog - Grupo Rangel | Contabilidade no Rio de Janeiro

Compartilhe nas redes!

Saiba por qual motivo as transações via PIX serão cruzadas pelo Fisco

Entenda a razão disso e se previna

O PIX é a nova maneira de pagamento eletrônico de baixo custo implantada pelo Banco Central em novembro de 2020.

As transações do PIX permitem fazer transferências financeiras a qualquer hora e dia da semana, têm um custo menor que a DOC ou TED e podem ser realizadas até mesmo por meio de um código QR. 

No entanto, ao começar a ser utilizado, já havia teorias de que isso era uma maneira de a Receita Federal rastrear dados financeiros dos contribuintes para fiscalização e arrecadação de impostos.

A Receita Federal usa esse método para fiscalizar o teto de lucro das empresas do Simples Nacional?

Vamos ver!

Como a Receita Federal analisa as transações do PIX?

Neste momento, de acordo com o Banco Central, a maioria das transações bancárias é feita com PIX – tanto o DOC quanto o TED foram superados pelas transações do PIX.

Infelizmente, há muita evasão fiscal em nosso país, particularmente por pequenas empresas que não declaram tudo o que ganham.

Por outro lado, a Receita Federal possui ferramentas e auditores qualificados para auditar os milhões de dados enviados pelos bancos para o banco de dados de seus dados.

A Receita Federal estabeleceu uma grande infraestrutura através do sistema SPED para identificar pessoas físicas e jurídicas que não declararam suas atividades financeiras.

O que antes era feito em papel agora se tornou digital e online.

A Receita Federal pode agora identificar uma transação oculta antes que ela seja concluída.

Veja também o material que separamos a seguir!

Como funciona o cruzamento de dados nas transações do PIX?

O Pix será capaz de cruzar as informações sobre as transações financeiras com as declarações de impostos do Fisco?

As transações financeiras das pessoas e das empresas são protegidas pelo sigilo bancário, portanto a resposta é negativa.

A Lei Complementar n° 105/01, no artigo 5º, impede que a Receita Federal obtenha dados sobre pagamentos e recebimentos dos contribuintes.

No entanto, as instituições financeiras e de pagamento enviarão para o Serviço de Receita Federal informações sobre o volume de dinheiro movimentado nas contas bancárias de contribuintes de maneira consolidada.

Essas informações são enviadas por meio da obrigação adicional e-Financeira, criada pelo SPED, que obriga os institutos a fornecer dados sobre transações de pessoas físicas e jurídicas superiores a R$2 mil.

Por outro lado, a Receita Federal exige algumas obrigações acessórias mensais e anuais das empresas.

Os dados informados incluem: faturamento, compras, clientes, fornecedores, impostos devidos, impostos compensados, pagamentos e recebimentos, pagamentos para funcionários, e todas as atividades contábeis, entre outros.

As pessoas físicas também deverão enviar uma declaração de Imposto de Renda, reportando suas rendas, bens, investimentos e variações patrimoniais, por isso devem fornecer esta informação.

Em função dessas informações, as instituições financeiras e de pagamento poderão cruzar dados.

Neste momento em que o contribuinte é solicitado a explicar suas transações financeiras no período examinado, a Receita Federal poderá cruzar esses dados.

Tenha o apoio adequado no setor financeiro da sua empresa

Como seria pagar seus fornecedores, funcionários, ou impostos e não ter dinheiro suficiente em caixa para cumprir com as suas obrigações?

Você já pensou sobre isso?

Esse não é o cenário que os empresários desejam para seus negócios, mas isso tem se tornado cada vez mais comum.

Porém, havendo uma importância enorme do setor financeiro sobre qualquer estabelecimento, pois controla as quantias que serão usadas para pagar fornecedores, bancos, funcionários, entre outros.

O atraso nas suas contas pode criar uma bola de neve, independentemente do Lucro Real no Rio de Janeiro, do Lucro Presumido ou do Simples Nacional.

Muitos donos usam o cheque especial ou empréstimo de capital de giro, que costumam ter altas taxas de juros e um curto prazo de pagamento.

Essa é uma razão para o atraso nas contas do dia a dia.

O problema é que, em vez de encontrar uma solução, você acaba criando outro ainda maior, já que o seu negócio provavelmente continuará com dificuldades para pagar, e você vai adquirir dívidas adicionais com seu banco.

Como você pode evitar que esses tipos de situações ocorram?

O controle financeiro adequado é uma solução.

Para isso, os empreendedores aprendiam há tempos atrás, através da experiência, como manter um controle financeiro adequado.

Hoje, no entanto, você pode evitar perder tempo e dinheiro contando com um apoio de especialistas.

Apesar do seu tipo de empresa, seja Lucro Presumido, Lucro Real, ou Simples Nacional, você necessita de uma contabilidade especializada.

Nós sabemos que as empresas têm necessidades diferentes, mas uma coisa que todas elas devem ter é um bom controle financeiro.

E, nós, do Grupo Rangel, podemos te ajudar com isso!

Atendemos os mais diversos clientes, independente do porte, e contamos com a expertise necessária para que todo o suporte seja oferecido de maneira adequada.

Ao contar com nosso serviço, você manterá um bom controle financeiro e garantirá soluções como:

  • Consultoria para implantação do setor financeiro;
  • Elaboração do imposto de renda;
  • Emissão e renovação do certificado digital;
  • Emissão de declaração de faturamento;
  • Emissão de declarações de rendimentos da pessoa física;
  • Suporte na regularização da malha fiscal da pessoa física; entre outras.

Conte com os profissionais do Grupo Rangel

Nós, do Grupo Rangel Contabilidade, atendemos as reais necessidades dos nossos clientes, de forma personalizada e estratégica.

Com mais de 22 anos de experiência empreendedora, oferecemos consultoria para empresas que operam no Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real, visto que somos especialistas.

Porque nossos contadores são apaixonados por contabilidade e comprometidos a promover o sucesso em nossos negócios, nós, enquanto parceiros, clientes e colaboradores no Rio de Janeiro, trilhamos um percurso de vitórias na para alcançar todo o Brasil.

Clique aqui e veja como podemos te ajudar!

Classifique nosso post post

Se você precisa de serviço relacionado ao artigo ou necessita de maiores informações sobre o assunto, conte conosco do Grupo Rangel Contabilidade.

Damos suporte aos nossos contratantes para que possam desenvolver continuamente seus empreendimentos de forma sustentável e com foco em seus resultados.

Entre em contato conosco utilizando as informações disponibilizadas em nosso website; caso prefira, você pode utilizar a ferramenta de chat do WhatsApp, ela fica localizada no canto inferior direito.

Será um prazer conversar com você. Até logo!

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Summary
Transações do pix: como funcionará o cruzamento pelo Fisco?
Article Name
Transações do pix: como funcionará o cruzamento pelo Fisco?
Description
Saiba por qual motivo as transações via PIX serão cruzadas pelo Fisco. Confira agora mesmo mais informações sobre o assunto.
Author
Publisher Name
Grupo Rangel
Publisher Logo

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

Veja também

Posts Relacionados

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
Saiba como a DRE e a margem de contribuição estão…
Cresta Posts Box by CP